Atendimento Espiritual

DEPARTAMENTO DO ATENDIMENTO ESPIRITUAL – DAE
O Departamento do Atendimento Espiritual da 1ª União Regional Espírita tem como principais objetivos:
 Estimular e assessorar a capacitação dos dirigentes e trabalhadores espíritas, para o correto entendimento de cada área abrangida pelo atendimento Espiritual nos Centros Espíritas;
 Promover, coordenar e orientar, o estudo das atividades da área do Atendimento Espiritual nos Centros Espíritas visando à preservação dos princípios doutrinários e o cumprimento dos dispositivos contidos
nos documentos federativos, organizados pelo Movimento Espírita Nacional e Estadual, elaborando materiais para as atividades previstas no Plano de Atividades Federativas;
 Contribuir na melhoria das atividades do Atendimento Espiritual, já realizadas nos Centros Espíritas.

Coordenadoras: Walfecyr Gomes de Souza (Sissi)
Email: souza.sissi@gmail.com

ENTENDENDO O ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA

O QUE É O ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA?
É o conjunto de atividades que visa a atender, adequadamente, as pessoas que buscam e frequentam o Centro Espírita visando a obter esclarecimento, orientação, ajuda e assistência espiritual e moral. (Orientação
ao Centro Espírita – OCE. Atendimento Espiritual. Conceito, p. 31)

QUAL O OBJETIVO DO ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA?
“O atendimento espiritual no Centro Espírita tem como proposta básica, acolher as pessoas, por meio de ações fraternas e continuadas, de conformidade com os princípios do Evangelho à luz da Doutrina Espírita, oferecendo aos que frequentam a casa espírita, como atendidos ou atendentes, o apoio, o esclarecimento, a consolação, a assistência espiritual e moral, com a ajuda das inspirações do plano superior da vida.” (Orientação para Atendimento Espiritual no Centro Espírita – FEB, p. 6)
PARTICIPANTES
a) Atendentes: Trabalhadores do Centro Espírita, devidamente capacitados para a tarefa.
b) Atendidos: Os que buscam o atendimento:
• pela primeira vez;
• como freqüentador habitual;
 como trabalhador do próprio núcleo espírita, em estado de necessidade.
QUAIS AS ATIVIDADES QUE FAZEM PARTE DO ATENDIMENTO ESPIRITUAL?
 Recepção – acolhimento fraterno e solidário aos que chegam ao Centro Espírita;
 Atendimento fraterno pelo diálogo – conversa fraterna (privativa e sigilosa), a quem necessitar;
 Explanação do Evangelho à luz da Doutrina Espírita – reunião pública sobre o Evangelho;
 Atendimento pelo passe – transmissão de energias fluídicas em clima de prece com base no Evangelho;
 Irradiação – reunião privativa de vibração pelos necessitados de atendimento espiritual
 Evangelho no lar – reunião semanal da família, em dia e hora previamente estabelecidos, para o estudo
do Evangelho à luz da Doutrina Espírita e a oração em conjunto.

(Orientação ao Centro Espírita – OCE/FEB. Atendimento Espiritual. Participantes, p. 32)

QUAL A IMPORTÂNCIA DO ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA?
“Coloco em primeira instância o consolo que é preciso oferecer aos que sofrem, erguer a coragem dos caídos, arrancar um homem de suas paixões, do desespero, do suicídio, detê-lo talvez no limiar do crime! Não vale mais isto do que os lambris doirados?” (KARDEC, Allan. Viagem Espírita de 1862, pg.65)

“se estiverdes em condição, vinde diretamente a mim pelos caminhos formosos da oração, mas se vos sobrecarregardes a ponto de não achardes o caminho emocional da prece, recorrei a vosso irmão pois que através dele eu vos ajudarei” . (Amélia Rodrigues. Quando Voltar a Primavera, p. 42)

“O Centro Espírita deve ser uma instituição que represente os braços do Mestre abertos e estendidos a envolver todos os irmãos que Ele nos encaminhar, pois, que o Centro Espírita é a casa em que as almas encarnadas e desencarnadas podem encontrar Jesus, através dos seus trabalhadores…”
(Orientação para Atendimento Espiritual no Centro Espírita – FEB, p. 11)

“É importante refletir sobre a oportunidade que as atividades do AE nos oferecem de vivenciar o Evangelho de Jesus e cuidar da pessoa que chega ao Centro Espírita solicitando ajuda, auxiliando-a a se valer da terapêutica do amor do Cristo, dentro dos recursos e ensinamentos da Doutrina
Espírita e fazer com que ela passe a utilizar suas próprias forças para encontrar o caminho mais construtivo que estiver ao seu alcance no seu momento de vida”. (Orientação para Atendimento Espiritual no Centro Espírita – FEB, p. 5)